Hold the L

Um novo ano começou, e a comunidade decidiu começá-lo em grande, com o Hold The L #1, em Leiria! Foi no dia 19 de Janeiro que a Tekken Portugal decidiu organizar o próprio torneio, que acabou por correr bastante bem. Este evento contou com Tekken 7 como evento principal, juntamente com dois torneios secundários: Soul Calibur VI e Dragon Ball FighterZ.

O Torneio de Tekken 7 teve o regresso de uma série de caras conhecidas de eventos anteriores, bem como outras novas. No excelente espaço que nos foi fornecido pelo L Lounge Café, foi realizado um torneio com diversas surpresas. Todas as partidas da Winners Bracket foram transmitidas no canal Tekken Portugal na Twitch. As da Losers Bracket também, mas só a partir de Top 8.

Ao longo do torneio, iam surgindo partidas cada vez mais interessantes. Coxo, campeão da Liga PTFighters 2018, acabou por ser enviado para a Losers Bracket por Seifer num fantástico 2-0, enquanto que JFSL derrota Jondesu, o campeão do Lockdown 2017 e 2º lugar no Lockdown 2018, também num 2-0. O que observamos de seguida do outro lado da bracket é ChiefJ a fazer frente a Jondesu, mas acaba por ser eliminado sem conseguir uma única vitória. Enquanto isso, para surpresa de muitos, Vitag vence Coxo por 2-0, eliminando um dos favoritos ao pódio.

E finalmente chegaram as finais, todas à melhor de 5. Após Seifer, da Hexagone eSports, derrotar Coxo, da União de Leiria eSports, o obstáculo seguinte era o segundo colocado da Liga PTFighters 2018 – JFSL – nas Winners Finals. Os dois primeiros combates foram bastante renhidos, tendo o primeiro ido a favor do JFSL e o segundo para Seifer. O terceiro combate foi uma vitória bastante segura para JFSL, ficando numa vantagem de 2-1. Seifer, como último recurso, escolheu o seu Devil Jin, uma decisão rara por parte deste jogador, em torneio. No entanto, Seifer acabou por ser colocado na Losers Bracket após uma vitória convincente para o JFSL.

Nas Losers Finals, o jogador que o aguardava para decidir quem iria proceder para as Grand Finals e quem iria ficar em 3º lugar era Jondesu. Após os dois primeiros combates terem sido equilibrados, Jondesu consegue dar a volta no terceiro, mostrando que já tinha entendido como haveria de lidar com o estilo do Noctis à sua frente. Mas Seifer, por muito pouco, consegue dar a volta ao jogo. Com o resultado a 2-2 e sem mais chances, uma partida final entre estes dois é realizada, terminando com Jondesu a conquistar a vitória neste fantástico set.

Jondesu, com a sua Alisa, reecontra a Leo de JFSL para a desforra, desta vez nas Grand Finals.
A primeira partida começa extremamente equilibrada, com JFSL a conquistar o primeiro combate. O segundo acabou por ser uma vitória rápida para Jondesu. O seu oponente não desistiu, mas acabou por perder os terceiro e quarto combates, num 3-1 e num 3-2 muito renhido.

Com um reset à bracket de 3-1 por parte de Jondesu, ambos os jogadores ficam na mesma situação em que o vencedor do próximo set à melhor de 5 será proclamado campeão do primeiro torneio de 2019. Apesar dos esforços do seu oponente, Jondesu domina as duas primeiras partidas do reset, estando a uma vitória de distância de vencer. Mas JFSL traz a sua  carta na manga – Lili – uma decisão inesperada. Com a Lili, consegue, por pouco, conquistar o terceiro combate, mostrando bastante potencial na sua escolha final. Jondesu conseguiu dar a volta à situação, culminando noutro 3-1.

João “Jondesu” Monteiro, para além de campeão do Hold The L #1, foi também um dos principais colaboradores do evento, tendo permitido que o evento em si e a produção da transmissão para a Twitch tenham alcançado esta qualidade final. É igualmente importante destacar que Jondesu doou o seu prémio do torneio para a comunidade, para nos ajudar a tornar futuros eventos ainda melhores.

Para ver as informações completas do evento, carregue aqui.

Recommended Posts