Bem-vindos ao Tekken Portugal

Este site foi criado com o intuito de ajudar a comunidade de Tekken no nosso país a crescer. Com o lançamento do Tekken 7, houve um aumento significativo no número de jogadores a dedicarem-se ao jogo. Isto aplica-se também em Portugal, pois passámos a ter bastantes eventos em várias regiões do País desde então. No entanto, os jogos de luta permanecem um género com pouca adesão em comparação com os grandes nos eSports, como League of Legends e Counter Strike.

A falta de um bom tutorial no jogo e o facto de não saberem da existência de uma comunidade leva a que muita gente se afaste rapidamente. Normalmente, não sabem como se orientarem e/ou por onde começar, o que é perfeitamente normal, mas pretendemos mudar isso. Neste site, têm acesso a um guia bastante completo do sistema do jogo que vos acompanha desde a primeira etapa – a escolha de uma personagem, terminologia e mecânicas básicas –  até aos jogos mentais contra o oponente. Para além disso, temos também páginas para cada personagem com informação útil para quem estiver a aprender, bem como guias compreensivos das mesmas, maioritariamente com conteúdo criado pelos jogadores da comunidade.

A comunidade de Tekken, de momento, comunica pelo Discord. É onde, até hoje, colocávamos todas as notícias, conselhos, memes, e por aí fora. Recomendamos vivamente que se juntem à conversa. Lá, podem falar sobre o que quiserem, discutir estratégias diretamente com os membros, organizar partidas, eventos, etc. Temos jogadores de diversos níveis, e isto inclui jogadores que, anteriormente, se defrontaram com alguns dos melhores do mundo, mesmo que por poucas vezes, e provaram serem capazes de estar à altura do desafio. E estamos também abertos a novos jogadores, pois mostramos disposição a nos divertir e a ajudar mais jogadores a ascenderem e a mostrarem o que valem. Não é necessário sentirem-se pressionados pelo “nível”, pois o nosso Discord é muito usado para conversa não só de Tekken, como também outros temas diversificados que quiserem falar. É uma espécie de pólo. A comunicação é importante e faremos o nosso melhor para que todos se sintam em casa.

O site permitirá ainda divulgar, com maior facilidade, eventos organizados pela PTFighters (comunidade de jogos de luta de Portugal), eventos nossos e de terceiros, podcasts, updates ao jogo, torneios internacionais, o seguimento dos nossos jogadores de alto nível, entre outras notícias que consideremos importantes destacar.

Para além do Discord, estamos também presentes nas redes sociais, como o Twitter, Facebook e Instagram. Temos também o nosso canal no YouTube onde publicamos eventos feitos pela comunidade, podcasts, entre outros, e um canal no Twitch onde iremos fazer streams de todos os torneios que forem da nossa responsabilidade.

Tudo o que nós queremos é crescer convosco, tanto em termos de competição como a nível da comunidade em si. Queremos, mais do que tudo, mostrar que os jogos de luta, principalmente Tekken, existem em Portugal e no mundo lá fora. Contamos com a vossa presença!

Olhó Cast #3 – A jornada de Jondesu até ao LeL#8

Sejam bem-vindos a uma nova edição do Olhó Cast!
Desta vez estivemos a conversar com um dos membros mais conhecidos da nossa comunidade, Jondesu. Quer seja pela sua performance nos torneios, os seus contributos para a nossa comunidade ou as tareias que ele distribui aos jogadores que aceitem jogar com ele, Jondesu já deixou a sua marca no Tekken Portugal. Contudo, isto é nos dias que correm. Mas e quando Jondesu ligou um Tekken pela primeira vez? E quando foi vencido online por alguém que ele achava ser pior que ele e ficou muito chateado com isso? Quando foi, pela primeira vez, a um evento offline de Tekken e se apercebeu da grande estrada que teria de percorrer para se tornar um bom jogador de Tekken 7? Sim, ele também já esteve nessa posição, e em muitas outras nas quais te encontras hoje.
 

Desde a idade das trevas do Tekken 6, até ao Tekken 7 e os Esports, juntem-se a nós numa viagem pela história do Tekken Portugal e do nascimento de um dos seus melhores jogadores, Jondesu!

Olhó Cast #2 – Já conheces o campeão do Stone Fist, Cris4thewin?

Bem-vindos à segunda edição do Olhó Cast!

Nesta edição, tivemos oportunidade de conversar com um dos membros mais “perigosos” do Tekken Portugal. Cris4thewin é o convidado de hoje, e para quem acompanha Tekken competitivo não necessita de introdução. Vencedor do primeiro Stone Fist, e mais importante do Lockdown 2018, Cris veio hoje para nos falar das suas experiências em torneios, tanto nacionais como internacionais, como cresceu como jogador entre o Lockdown 2017 e 2018 para conseguir ser consagrado vencedor. Mas antes disso tudo, da ribalta, dos torneios, dos prémios e da sua reputação como grande jogador, existiu um comum mortal como todos nós, que pegou no Tekken e achou que era este o jogo em que queria investir o seu tempo, suor e esforço.

Desde o Tekken 6, ao Tekken Tag Tournament 2, do online ao offline em terras longínquas, venham descobrir a história de Cris4thewin connosco.

Olhó Cast #1 – TWT Finals com ChiefJ

James “ChiefJ” Hamilton é um dos membros mais assíduos na nossa comunidade, quer seja no Discord, quer seja em torneios. É também um dos principais comentadores dos torneios de Tekken realizados pelo PTFighters e pelo Tekken Portugal.

O Tekken World Tour Finals 2018 foi realizado nos dias 1 e 2 de Dezembro, em Amesterdão, em que o primeiro dia foi para o Last Chance Qualifier, no qual o ChiefJ participou, e o segundo para o Top 20 do evento, onde tivemos também os trailers e datas para o Craig Marduk, Armor King e o teaser para a Julia.

Todos queríamos ficar a par sobre a experiência do ChiefJ no evento. Portanto, decidimos entrevistá-lo. Regressámos com os podcasts, desta vez com a nova rubrica Olhó Cast. O tema foi a sua aventura na capital dos Países Baixos, bem como a sua entrada no Tekken e na comunidade. Podem ouvir o podcast no nosso canal de YouTube. Recomendamos vivamente que ouçam, pois existem algumas palavras importantes para qualquer amante de Tekken vindas dele.

Vão adorar!

Seifer no 10º Campeonato Mundial de eSports do IeSF, no Taiwan

Para quem não sabe, o IeSF eSports World Championship é um evento anual que conta com jogadores de topo de todo o mundo. No ano de 2018, o evento contou com League of Legends, Counter-Strike: Global Offensive e Tekken 7. Em cada uma das 37 nações, ocorreu uma qualificatória para este evento. Portugal não foi exceção, sendo que a qualificatória para Tekken 7 foi o Lockdown 2018. O melhor colocado do evento teria o direito de ir a  aohsiung, Taiwan, para representar o País no IeSF. Infelizmente, o vencedor, Cris, não teve disponibilidade. O segundo classificado, Jondesu – que já tinha ido no ano anterior a Busan pela mesma razão – também teve de ficar em casa durante o evento. O jogador escolhido foi o Diogo “Seifer” Oliveira, que tinha conquistado a terceira posição no maior torneio de jogos de luta em Portugal.

A sua viagem foi possível com o apoio da Grow uP eSports que o acompanhou nesta aventura até ao seu regresso. E, como esperado, esta viagem foi de invejar.

“Eu na altura não senti nenhum tipo de nervosismo. Foi do género, ‘já que estou aqui, mais vale aproveitar’, certo? E aceitei simplesmente que ia perder de qualquer das formas. Não é que ia perder, mas que podia perder. ‘Vou fazer o que eu faço e vou ver no que dá’, essencialmente. Mas quando eu vi o Chanel e o Knee mesmo em pessoa e isso, eu pensei: ‘okay, são estas as pessoas que eu tenho visto estes anos todos no YouTube e que me ensinaram de forma indireta, tenho visto tantas vezes e tenho tentado copiar coisas deles no Tekken para melhorar, e agora estão aqui mesmo à minha frente, posso falar com eles, posso fazer as minhas perguntas’.”

A sua oportunidade de falar com estes jogadores admiráveis surgiu, e é claro que o Seifer agarrou-a. Aproveitou para falar de tech com o Chanel, o que parece ter sido uma troca de palavras divertida. E o Seifer ainda teve a oportunidade de ter esta pessoa a dar-lhe dicas enquanto jogava.

“Eu tinha o Chanel atrás de mim enquanto eu jogava com o DanBanter, da Nova Zelândia, que foi a pessoa com quem eu, provavelmente, passei mais tempo nessa semana. O Chanel estava ao meu lado e eu estava a jogar contra ele em sets de, para aí, sei lá, First To 10, First To não sei quanto, e ele estava ali a dar-me conselhos, do tipo: ‘olha, faz isto, move, move, move¸d/b+3, d/b+3, shit game’. (…) Eu não joguei contra ele (Chanel). Ele é que me estava a dar conselhos enquanto eu jogava com outra pessoa. Mas joguei contra o Knee.”

Estes jogos entre o Seifer e o Knee foram gravados e estão de momento no canal de YouTube do Seifer. Foram jogos bastante interessantes que merecem ser vistos por todos. Podem ver a partir dos links abaixo:

Seifer vs Knee Pt.1:

Seifer vs Knee Pt.2:

ROX Dragons | Knee (à esquerda) e Seifer (à direita)

Relativamente ao torneio, infelizmente Seifer ficou-se pelo 3º lugar do seu grupo, não conseguindo avançar para o Top 16. Perdeu contra o Jopelix, representante da Finlândia, e contra o AFK, representante do Irão, tendo conseguido conquistar o seu 3º lugar ao derrotar o representante do Líbano, Daiz. Quisemos então saber o que ele achou sobre o nível dos jogadores presentes no evento.

“Em termos de skill level, no meu grupo, podia ter saído sem problemas, ou quase sem problemas. O Jopelix, pronto, é muito sólido e é difícil jogar contra ele. (…) Eu podia ter ganho ali porque eu achava que estava ao nível, pelo menos nos jogos de grupos. Lutei contra o tipo do Líbano, que estava de Devil Jin, e contra o outro de Heihachi. Ganhei ao do Líbano e achei que, se tivesse acordado mais rápido contra o do Heihachi, eu tinha ganho também. Eu acho que metade das pessoas que estavam lá eu conseguia derrota-las, a outra metade eram, tipo, top players, e esses quase não conseguia tocar.”

Podem assistir às partidas dele nos links abaixo:

AFK (Irão) vs Seifer:

Daiz (Líbano) vs Seifer:

Jopelix (Finlândia) vs Seifer:

Com esta informação que obtivemos, quisemos saber, resumidamente, o que achou da viagem em geral. Surgiu, também, a curiosidade que a comunidade sempre teve relativamente ao nível em Portugal comparativamente ao nível mundial. Onde entramos?

“A ver como é que consigo sumarizar isto tudo. Na semana toda, não houve nada que desgostasse minimamente. Gostei de todos os dias. Foi tudo fixe. A parte de interagir com pessoas, jogar e isso. Mas quanto à posição de Portugal internacionalmente, eu acho, de facto, que Portugal consegue chegar longe se continuar a trabalhar. Eu, à medida que jogava com os jogadores e via os estilos dos outros, se calhar ainda não consegue chegar ao nível máximo tipo Top 3, mas consegue definitivamente ameaçar os outros jogadores. Acho que já temos potencial e qualidade para isso. Eu acho que se o Cris tivesse ido, ou tu (Jondesu) tivesses ido outra vez, a gente tinha chegado mais longe do que eu consegui. Quanto a isto ser incentivo ou não: eu, há uns tempos atrás, andava a pensar que não estava a jogar nada Tekken e isso, sem jogar ranked nem player match nem nada. Não achava que valia a pena, porque é uma brincadeira, é um hobby, certo? Não é viável. É melhor focar-me em coisas que interessam, do género um trabalho ou isso. Um fundo viável de remuneração, é o que quero dizer. Mas este jogo que comecei a jogar quando tinha 8 anos, que comecei a jogar no Tekken 3, não sei quantos anos depois estou a viajar de graça para Taiwan para conhecer outros jogadores, ainda por cima os melhores do mundo (…) faz-me sentir que eu, dentro dos possíveis – tendo um bom equilíbro entre um trabalho e um hobby – devo, definitivamente, continuar a competir, tentar chegar mais longe e ganhar torneios, especialmente os torneios do Lockdown que é ‘ganhas um destes torneios e vais para a Ásia ou outro país todo fixe’. Valeu mesmo a pena.”

Um evento a não esquecer, certamente. O futuro da comunidade de Tekken Portuguesa ainda é uma incógnita, mas por enquanto parece estar a nosso favor. Em nome do nosso jogador, Seifer, e de toda a comunidade, agradecemos à Grow uP eSports pelo apoio que nos foi dado, e à IeSF por tornar este evento realidade.